quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A grávida e o Reiki



O Reiki é uma prática segura durante toda a gravidez desde a concepção até ao pós-parto. É importante que a grávida esteja esclarecida sobre o que é o Reiki, se identifique com esta terapia e que usufrua de uma sessão de livre e espontânea vontade.

A vida intra-uterina e o parto são momentos de suma importância e de beleza única na vida de qualquer pessoa, marcando fortemente o resto de sua vida. O desenvolvimento do ser que está para chegar depende muito de como esta fase de ligação profunda com a mãe acontece. Assim, um cuidado muito especial deve ser dado nesse momento se quisermos contribuir para uma humanidade mais harmoniosa, amorosa e consciente.


Sabe-se hoje que o bem estar do bebé durante a gestação está diretamente ligado ao bem estar da mãe pois tudo o que ela sente passa para ele, o stress, a raiva, a tristeza, mas também o bem-estar, o relaxamento e o amor.


O Reiki com as suas características de suavidade, relaxamento e amorosidade, contribui significativamente na criação de um ambiente propício para acolher no mundo uma nova criança.


A transmissão do Reiki para a criança é um acto de boas vindas e a aplicação pode ser feita pela própria mãe ou pelo pai durante toda a gestação e também após o nascimento, ajudando a criança a passar por todas as fases do seu desenvolvimento.

No início da gravidez ajudar a aliviar o stress e o desconforto que uma grávida pode sentir nesta fase e, simultaneamente, aumentar o fluxo de energia que se transmite entre estes dois seres. É um momento único de comunhão de energia entre mãe e filho.


Durante a gravidez o Reiki diminui ansiedades, náuseas e insónias na futura mamã enquanto acalma, relaxa e promove o desenvolvimento em harmonia do bebé.



No momento do parto, ter recebido Reiki, ajuda a controlar a dor sentida, facilitando o trabalho de parto por uma maior capacidade de relaxamento e controle emocional.



No pós-parto, o Reiki auxilia a mãe a sentir-se mais serena e a gerir melhor as emoções que habitualmente surgem nesta fase.



Está comprovado que mães que durante a sua gravidez aplicam tratamentos Reiki têm bebés mais tranquilos e sem cólicas porque lhes permitiu ter uma gestação mais tranquila e equilibrada, conseguiu relaxar mais, viver as suas emoções e medos mais tranquilamente e isso beneficia claramente um Ser como é um Bebé.

Uma das vantagens do Reiki é que ele amplifica o benefício de qualquer outra técnica, convencional ou alternativa como o yoga, shiatsu, cromoterapia, aromaterapia, homeopatia, florais, etc. E por actuar nos corpos físico, mental, emocional e espiritual, o beb sentirá o retorno tanto no equilíbrio da mãe, quanto no seu próprio desenvolvimento.


Carlos Manuel Silva/ Associado Nº APR-000275-PT
(Artigo do blog da Associação Port. Reiki - monte-kurama-reiki.blogspot.com)

Sem comentários:

Enviar um comentário