segunda-feira, 16 de maio de 2011

O que se sente durante uma sessão de Reiki?

Ao longo dos anos são muitas as pessoas que me colocam esta questão.

Alguns apenas por curiosidade, outros por terem receio do que poderão sentir… as razões são várias mas a questão é sempre a mesma.

Contudo, não existe uma resposta directa para esta questão.
De pessoa para pessoa o que se pode sentir varia imenso, e mesmo a própria pessoa numa sessão pode experienciar algo e em outra sessão ser completamente diferente.

Na minha opinião existe um factor muito importante que irá influenciar bastante a sessão de Reiki… RECEPTIVIDADE

Quanto mais receptiva a pessoa estiver mais facilmente a energia Reiki irá fluir e actuar e consequentemente mais efeitos se irão sentir.

Há pessoas que não sentem rigorosamente nada.

A grande maioria sente CALOR e RELAXAMENTO. Calor que vêm das mãos do terapeuta que podem sentir apenas na(s) zona(s) onde está a ser aplicado ou um calor generalizado que sentem por todo o corpo.

Muitas pessoas sentem o corpo lentamente a relaxar, a tensão a libertar-se e a deixarem-se “embalar” por este energia, chegando mesmo a adormecer.

Contudo existem outro tipo de sensações que eventualmente poderão ocorrer mas são muito variadas e como já disse dependem imenso da pessoa, da receptividade.

É normal que de sessão para sessão as sensações variem e aumentem. Na minha opinião está relacionado com o facto da pessoa já ir mais descontraída, com menos tensão, já sabe o que a espera… e também devido ao facto de estar mais preparada para receber quantidades superiores de energia. A quantidade de energia recebida não é sempre igual e nem poderia ser. A pessoa recebe consoante o que “suporta” receber e aos poucos com a habituação e reacção ao Reiki os níveis de energia vão aumentando.

O Reiki é uma energia inteligente que actua onde e nas quantidades necessárias. Não é o terapeuta que tem a “decisão” de controlar os níveis de energia transmitidos, mas sim a própria energia Reiki.

 
O terapeuta é apenas um canal de transmissão desta energia. Não é a energia do terapeuta que está a ser enviada para a pessoa.

Contudo, é importante que o terapeuta não esteja na mesma frequência energética do paciente, pois caso esteja irá ressoar com o mesmo e aí irão haver influências de ambas as partes.
O terapeuta tem de se manter equilibrado e com um nível de frequência elevado para poder fazer tratamentos e caso haja momentos em que não esteja é importante reconhecer e não fazer tratamentos. É importante que faça uma pausa, trate de si, se torne novamente forte e com uma frequência elevada e aí sim voltar novamente a fazer tratamentos.
É um acto de grande humildade e honestidade por parte do terapeuta mas é um dos factores que fazem toda a diferença entre terapeutas.

Abraço de Luz

Ana Francisco




quarta-feira, 4 de maio de 2011

A minha experiência pessoal (parte II)

Começar a dormir…

Quando resolvi deixar de tomar a medicação e procurar algo que me ajudasse, após algum tempo encontrei o REIKI.

Ia com as expectativas bastante elevadas devido às descrições que me tinham sido feitas em relação ao que poderia sentir durante a iniciação e nos auto tratamentos.

No dia da iniciação adorei toda a ambiência, as pessoas e os conhecimentos que aprendi mas por outro lado foi uma desilusão pois não senti nada. Todas as descrições que me fizeram em nada corresponderam ao que se passou comigo. Não senti rigorosamente nada.

Comecei com o auto tratamentos e novamente não sentia nada… Dei por mim a pensar se realmente o REIKI funcionava ou se teria sido iniciada correctamente…

Se todas as outras pessoas tinham experiências incríveis, como é que eu não sentia nada?

Contudo não desisti… continuei com os auto tratamento e no mês seguinte fui à aula de acompanhamento e foi nessa mesma aula que verifiquei que realmente o Reiki funcionava…

Não poderei dizer que foi uma experiência maravilhosa, muito pelo contrário, foi das piores experiências que tive e fez-me perceber que SIM, HÁ QUE TER CUIDADOS ao fazer tratamentos de Reiki apesar do que muitas pessoas dizem.

Nessa mesma aula após essa experiência, senti que não deveria dar nem receber tratamentos enquanto não o sentisse.

E assim foi, a partir daí continuei a ir às aulas mas sem fazer ou receber Reiki. Durante bastante tempo apenas fiz auto tratamentos.

Muitas eram as insistências de colegas para que fizesse, mas não, não o fiz pois não sentia que o deveria fazer.

Todas as noites me deitava na cama com as mãos junto ao coração, invocava a energia do Reiki e assim ficava até adormecer…

E deve dizer que comecei a adormecer quase instantaneamente quando eu demorava horas para conseguir adormecer, estava constantemente a acordar durante a noite e acordava sempre cedo…

 
Aos poucos passei a adormecer facilmente, e a dormir bastantes horas seguidas o que automaticamente também se reflectiu nas dores e no cansaço que começaram a diminuir bem como o ritmo cardíaco que aos poucos começou a descer para menos de 100 batimentos por minuto.

Pode não haver explicação credível cientificamente para o que se passou comigo, mas que eu senti as diferenças, senti e muito…




Abraço de Luz

terça-feira, 3 de maio de 2011

A minha experiência pessoal (parte I)



Apesar de já ter este blogue a algum tempo e vários posts colocados, nunca escrevi nada sobre a minha experiência pessoal, sobre o que me levou a procurar o Reiki.
Não vou colocar aqui todos os pormenores, pois levaria uma eternidade e o post ficaria tão grande que só de olhar para ele se perderia a vontade de ler :0)

Desde que nasci que sempre tive imensos problemas de saúde. Houve fases mais complicadas que outras mas sempre tudo se resolveu.
Há alguns anos atrás comecei a ter dores generalizadas que com o decorrer do tempo foram sempre cada vez mais frequentes, mais intensas e em mais partes do corpo. Juntamente com as dores aumentaram os distúrbios de sono, a taquicardia, espasmos musculares, perturbações gastrointestinais entre outros…

As idas a médicos, análises e exames passaram a ser uma constante contudo as respostas não eram nenhumas… Nenhum médico conseguia explicar o que se estava a passar…
Cheguei a um ponto que já não conseguia dormir praticamente nada e o cansaço e dores se tornaram insuportáveis.
Como os médicos não encontravam nenhuma resposta para esta sintomatologia diagnosticaram-me Fibromialgia… e aqui começou a fase de medicação…

Contudo a medicação não fazia efeito… ou melhor dizendo… ainda agravava mais os sintomas… Em 5 meses fiz 5 medicações diferentes, cada uma mais forte que a outra… e cada vez pior… Cheguei a um ponto que não aguentava mais e decidi parar com tudo… Se me estava a “intoxicar” com medicamentos e estava cada vez pior, era preferível não estar a tomar nada…
E assim o fiz…
Ao mesmo tempo comecei a procurar ALGO… não sabia exactamente o quê mas comecei a minha busca…
Uma pessoa recomendou-me que fizesse algo relacionado com Medicina Ayurvédica… mas apenas encontrei cursos de Massagem Ayurvédica… Decidi fazer o curso mais por diversão. Durante o curso quase todas as minhas colegas eram Reikianas e estavam sempre a falar de Reiki… falavam de uma forma tão apaixonada que fiquei muito curiosa em saber mais sobre o Reiki…
Entretanto comecei a fazer aulas de yoga e após cerca de dois ou três meses, vi publicidade de um curso de Reiki naquele espaço… sem saber exactamente o que era o Reiki e sem qualquer expectativa decidi inscrever-me…
Entretanto fiz o curso e fiquei maravilhada… Se bem que devo confessar na altura tudo me pareceu um pouco estranho e fiquei bastante hesitante se realmente funcionaria ou não… mas não me preocupei muito… comecei a fazer os auto tratamentos e a ir às aulas de acompanhamento onde aprendia sempre muito.
Aos poucos verifiquei que realmente o Reiki funcionava e os sintomas que tinha começaram a diminuir…

(Em breve a parte II)

Abraço de Luz

Ana Francisco

domingo, 1 de maio de 2011

De volta...

Olá a todos!!!!

Após um longo período de ausência deste blogue resolvi voltar e começar a colocar novo posts.

Após visualizar as estatísticas constatei que a grande maioria das pessoas que visitam este blogue lêm o post "Reiki é uma massagem?".
Este facto fez-me pensar na importância de esclarecer alguns factos simples em relação ao Reiki e tratamentos de Reiki.

Contudo se houver algumas sugestões para novos tópicos, sintam-se livres de o fazer.

Bem haja a todos

Abraço de Luz

Ana Francisco